Dieta Para a Gastroparesia: O Que Deve e Não Deve Comer

De volta ao MinorKisses Convida, Guest Post, que desta vez veio de longe! Atravessou o Oceano Atlântico e tem  aquele sotaque maneirinho, que todos nós, os Portugueses gostamos de imitar. Brasileiro e homem, uma valente estreia! Só por isso já merece um grande aplauso! É um Guest Post de David Araújo do blog Vida Saudável. Traz-nos um plano de dieta para pessoas com Gastroparesia. Trata-se de uma disfunção na motilidade gástrica que origina um lento esvaziamento do órgão, sem que haja qualquer obstrução mecânica.

 

Dieta Para Gastroparesia

O plano de Dieta Para Gastroparesia pode variar para cada paciente, e é por isso que é realmente importante consultar um médico sobre suas necessidades nutricionais.

Conseguir obter alimento suficiente é um desafio constante para os pacientes com gastroparesia devido aos sintomas que eles experimentam, como perda de apetite, vômitos e náusea. Comer o tipo errado de alimento também pode agravar esta doença. Por isso que alguns pacientes reduzem drasticamente a ingestão de alimentos na esperança de aliviar sua condição. Infelizmente, isso pode levar à desnutrição.

É importante notar que as mudanças na dieta podem ajudar muito no controle dos sintomas da gastroparesia. Em vez de reduzir a ingestão de alimentos, os pacientes devem trabalhar com um nutricionista para criar um plano de Dieta Para Gastroparesia eficaz.

 

Dieta Para Gastroparesia – Quais São Os Alimentos Que Deve Comer?

O plano de Dieta Para Gastroparesia pode variar para cada paciente. É por isso que é realmente importante consultar um médico sobre suas necessidades nutricionais.

Na maioria dos casos, os pacientes com gastroparesia são recomendados a seguir uma dieta de baixa gordura. A gordura tende a retardar o processo digestivo. No entanto, isso não significa que você não deve consumir gordura. Tenha em mente que seu corpo precisa de gordura saudável para funcionar adequadamente. A ingestão de gordura recomendada para pacientes com gastroparesia é de 40 gramas por dia.

Escolha boas fontes de gordura em vez de removê-lo de seu plano de dieta. Algumas das boas fontes incluem abacate, manteiga e coco (incluindo óleo de coco). É melhor consumir pequenas quantidades desses alimentos primeiro para descobrir quanto você pode tolerar antes de aumentar sua ingestão. Além disso, há algumas vitaminas e nutrientes que podem ajudá-lo a controlar a gastroparesia:

Probióticos:

Consumir alimentos que são ricos em probióticos pode melhorar a sua saúde intestinal e prevenir os sintomas de gastroparesia. Os alimentos que são ricos neste nutriente incluem caldo de osso e alimentos fermentados, como o kefir.

Vitamina D:

De acordo com estudos, níveis baixos de vitamina D podem levar ao esvaziamento gástrico lento. Ser deficiente nesse nutriente também enfraquece o sistema imunológico, tornando-o mais suscetível a infecções que causam gastroparesia. Com isso em mente, certifique-se de aumentar seus níveis de vitamina D. Insista numa exposição suficiente ao sol e em comer alimentos como salmão.

salmão Dieta Para Gastroparesia, estômago lento

Proteína:

É importante atender às suas necessidades diárias de proteína. Ela melhora sua saúde geral, promovendo seus músculos, ossos, enzimas e hormônios. Carnes alimentadas com capim e laticínios são ótimas fontes de proteína de alta qualidade.

Vinagre de Maçã

Além disso, pesquisas mostram que o vinagre de maçã pode ajudar a melhorar a digestão e aliviar os sintomas da gastroparesia, como azia e inchaço.  Você só precisa adicionar 1 colher de chá a um copo de água morna e beber 15 a 20 minutos antes de uma refeição. Aloe vera é outro alimento bom para adicionar à sua dieta. Ele regula os movimentos intestinais, em última análise, aliviar a dor de estômago e inchaço.

Alimentos A Evitar Quando Tem Gastroparesia

Conhecer os alimentos que você deve remover do seu plano de Dieta Para Gastroparesia é tão importante quanto saber quais você deve comer. Tenha sempre em mente que certos alimentos podem piorar os sintomas da gastroparesia. Estes incluem:

– Alimentos ricos em fibras: alimentos ricos em fibras insolúveis podem retardar o esvaziamento gástrico e trazer problemas com o passar do tempo. Evite alimentos com partes não digeríveis e alto teor de fibras, como laranjas, brócolis, couve de Bruxelas, vegetais e feijão.

No entanto, tenha em mente que a fibra ainda é importante para a sua saúde.Por isso você não deve removê-la completamente da sua dieta. Simplesmente limite seu consumo diário de fibra para 10 a 15 gramas. Você pode obter sua necessidade diária de fibras de legumes e frutas bem cozidos.

– Alimentos processados: Os alimentos processados ​​geralmente são ruins para a saúde. Contêm carboidratos refinados, glúten e quantidades excessivas de açúcar e sal. Comer alimentos processados ​​regularmente pode enfraquecer o corpo e torná-lo mais suscetível a surtos de gastroparesia.

– Alimentos que contêm gordura trans: a gordura trans retarda o esvaziamento do estômago. Alguns dos produtos que contêm gordura trans incluem alimentos fritos, assados, ​​pipoca de microondas e margarina.

– Bebidas com cafeína e bebidas alcoólicas: Essas bebidas podem exacerbar os sintomas e complicações da gastroparesia, por isso é melhor evitá-las a todo custo. Coloque água na boca para se manter hidratado.

Outras dicas dietéticas úteis para lembrar

Não é necessário que os pacientes com gastroparesia incluam apenas receitas leves e cheias de líquido em seu plano de Dieta Para Gastroparesia. De fato, você ainda pode desfrutar de comida sólida contanto que você a mastigue lentamente e firmemente até que a comida seja liquefeita ou tenha perdido toda a sua textura. Também é importante cozinhar a comida para facilitar a mastigação e a digestão.

Além disso, você deve fazer movimentos suaves após as refeições para ajudar a estimular a digestão do estômago. Dar um passeio por 10 a 15 minutos é uma boa maneira de fazer isso. Certifique-se de evitar exercícios extenuantes após uma refeição, pois isso pode atrasar o processo digestivo.

Como a gastroparesia torna mais difícil para o estômago absorver nutrientes de suas refeições, você também pode se tornar deficiente em várias vitaminas e minerais, incluindo vitamina B12 , magnésio, cálcio e ferro. Portanto, você deve considerar tomar suplementos dietéticos para equilibrar suas necessidades nutricionais.

Comments

    1. Post
      Author
  1. Andreia Morais

    Já aprendi uma data de coisas novas com esta publicação. Um grande obrigada ao David, até porque é sempre importante estarmos conscientes em relação a estes assuntos!

    r: Acredito que têm, porque a palavra certa no momento certo pode trazer resultados surpreendentes

    São dois livros que me despertam imensa curiosidade *-*

    Beijinhos*

    1. Post
      Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *