Torna-te aquilo que és.

Essência Humana

Se há coisa a que dou muito valor é à minha Essência Humana. Não, não falo de óleos ou líquidos aromáticos extraídos de plantas. E mesmo não sendo grande adepta de perfumes, costumo manter-me fiel apenas a um ou dois. (Isto é só para deixar a dica de que se me quiserem presentear com algo, perfumes não, por favor.) Falo, portanto, das características essenciais do ser humano. Do caráter de cada um, da sua existência, da sua racionalidade. De quem e do que somos.


Essência Humana – A Nossa Própria Definição

Olhando para traz, podemos considerar que mudámos muito. Que sofremos alterações profundas ao longo das nossas vidas e que já não somos quem éramos. No entanto, isso raramente acontece. Por muitas mudanças que possamos experienciar, a nossa natureza, a nossa essência mantém-se, invariavelmente. Nada melhor que reencontrar amizades antigas e perceber que, por muito que os contextos da vida tenham mudado, a Essência, o âmago da pessoa ainda é a mesma. Para o bom ou para o mau, a nossa Essência Humana, define-nos e distingue-nos.


Vidas De Ilusões e Enganos

A nossa existência, a nossa racionalidade, tudo o que somos, são característica da nossa Essência Humana.  A natureza intrínseca de cada um é a nossa Essência Humana. Muitas pessoas, no entanto, parecem ter perdido a sua Essência. Mas ao analisar o caso à lupa, apercebemo-nos de que afinal aquelas particularidades sempre ali estiveram, ainda que bem escondidas. Essas são as pessoas que vivem uma vida de ilusões e enganos. Peritas (ou pelo menos tentam sê-lo) em ludibriar a opinião publica sobre si mesmas. Provavelmente não se sentirão bem com o seu íntimo e sentem-se impelidas a criar uma imagem de quem não são.


Representar-se A Si Próprio

Por isso aprecio e valorizo tanto a Essência Humana. E quem não altera as suas características ao longo da vida. Quem se mantém fiel a si mesmo. Nunca precisaram de enganar a sociedade, são francas e verdadeiras. Têm opiniões formadas e sabem defendê-las. Representam-se a si próprias e não a outros para daí obter qualquer tipo de lucros. Ou então não. Padecem de falta de confiança e por isso mudam a música consoante os ouvintes.

Nesta ou na semana passada, encontrei documentos escritos (há quase duas décadas), por mim e para mim. Que conforto e orgulho perceber que mantenho a minha Essência Humana até mesmo na escrita! Se algumas ideias mudaram? Obviamente! Mas a minha substância fundamental, a minha natureza, está imaculada.

“Torna-te aquilo que és.”, Friedrich Nietzsche

Comments

  1. KarmaIsaBitch

    Se perdemos a nossa essência, perdemos TUDO! Quase que arriscaria a comparar com estar no meio do oceano ao sabor dos ventos e das ondas…
    Boa reflexão!

    1. Post
      Author
    1. Post
      Author
      1. KarmaIsaBitch

        Para falar a verdade, o Nietzsche só mesmo “de vista” da escola nas aulas de filosofia. Tirando isso, nunca tivemos assim grandes intimidades.
        Acredito que a tua escrita é capaz de andar lá perto da do senhor Nietzsche.

        1. Post
          Author
          1. KarmaIsaBitch

            Pois é. O sr. tinha um registo bastante irónico e até critico na sua escrita, não se importando se a sua visão das coisas era popularmente aceite ou não.
            Não estava minimamente interesaado em agradar “as massas”.
            Não sei se há algo em comum com a Minorka,há?

        2. Post
          Author
          1. Post
            Author
    1. Post
      Author
    1. Post
      Author
  2. Andreia Morais

    Não há nada melhor do que mantermo-nos fieis a quem somos. Por muito que possamos mudar ao longo da nossa vida, há coisas que devem permanecer iguais. E, sem dúvida, a nossa essência é um desses casos, porque é o que nos diferencia

    r: Fim de temporadas é mesmo um aperto no coração. Acho que devia ser proibido ahahah
    Blacklist também está na minha lista 🙂

    1. Post
      Author
    1. Post
      Author
      Minorka

      às vezes na companhia de outras pessoas, na interação, obtemos mais respostas sobre nós próprios do que sozinhos.
      Beijinhos Ana! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.