Mulher de grande coragem, de sentimentos ou virtudes excecionais.

Heroína

Hoje partilho convosco algo muito privado.
Fiz um feito digno de uma Heroína e de uma estátua no centro de uma grande cidade. (Já que menciono este assunto, só quero esclarecer que quando me fizerem a tal estátua, se fiquem por aí, não acho tanta piada a bustos, tá? Obrigada.)
Essa minha estátua será um marco, um local de culto e que prenderá a atenção de qualquer pessoa com uma cultura geral inquestionável (e isto sem ter de recorrer a inflamações em nenhuma parte do corpo)!
Ser uma Heroína anónima enche-me o ego.
Desconhecidos passam por mim sem sequer imaginarem que aquela Minorka é na verdade alguém merecedor de uma vénia e passadeira vermelha! Uma Heroína! Ah que orgulho!
Amanhã vou fazer tudo igual, não vou tentar não! Vou fazer!

Vou levantar-me da cama quando o despertador tocar!!

E isso não é para qualquer um, só para quem tem muita força interior como eu! E eu sou uma dessas (pouquíssimas e raras) pessoas!
Quando isto se tornar público terei de andar na rua disfarçada para evitar aplausos (tornam-se incomodativos após os primeiros meses).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.