Famílias com animais são mais felizes!

O MinorKisses Apoia A Adoção Responsável

Já terão reparado que na barra lateral tenho umas patinhas lindas! Isto porque O MinorKisses Apoia A Adoção Responsável. Na verdade sempre fui amante de animais, sejam eles quais forem. Excluindo aracnídeos e répteis (mais por medo e respeito). Não me queriam perfeita em tudo, pois não? O meu sonho de criança (sonho mesmo e não conto de fadas como falei no último post) era ter uma casinha com um enorme terreno vedado. Um local onde pudesse recolher todos os animais que ninguém quer… sim porque há animais que ninguém quer.

Quanto a mim não acho que haja animais feios, há sim animais únicos! Com características físicas e comportamentais que os diferem e que os tornam especiais.


O MinorKisses Apoia A Adoção Responsável

Devo confessar que há muito gente que me causa repulsa. Gentinha que, perante um cão (por exemplo) que tenha a orelha esquerda mais caída para a direita, ou sei lá, uma pestana maior do que as restantes, deixa de ser sequer considerado para entrar na sua família, estão mesmo no topo do asco. Pessoas que escolhem animais porque são brancos ou porque são de raça, desculpem-me, mas… já se viram ao espelho? Serão vocês de “raça” e de cor morena, ou branca, ou como a gostariam de ter? Se não (que não serão certamente) isso significa que são feios? Pois… parece que sim… E eu acrescentaria parvas. Imbecis. Patéticas. Feias por fora e sobretudo por dentro.

Ups! Tanta violência! Afinal parece-me que cometi um erro… Não, não peço desculpa coisa nenhuma por dizer verdades! Nem agora nem nunca!


Desumanos Fracos, Covardes, Infelizes e Tristes

A descriminação humana não tem limites. Não só se descriminam a si próprios, como aos animais. Poderíamos chamá-los desumanos que estaríamos mais próximos da verdade. Curiosamente, o que me chama ainda mais à atenção, é a fraqueza desses desumanos.

Reparem que a descriminação é invariavelmente sobre quem menos se pode defender. E quem mais frágil do que os animais? Portanto, numa mente distorcida, perseguir animais e maltratá-los é algo grandioso. Mas tenho uma péssima notícia para essa gente. É que para os animais que maltratam, abandonam, perseguem, há cura. Para os animais que consideram lixo, há pessoas que cuidam e que fazem de tudo para lhes dar um futuro digno.

Para os desumanos não há nada a não ser tristeza profunda e infelicidade. Porque gente que descrimina animais indefesos não é mais do que um trapo incapaz de se sentir gente. Para gente capaz de atrocidades contra pessoas e animais, não há compaixão, a não ser de insanos igualmente tristes e cruéis. O MinorKisses Apoia A Adoção Responsável.


Para Onde Foste, Humanidade?

Vivemos numa sociedade consideravelmente impiedosa, violenta, desesperada por sentimentos, por atenção. A única coisa que traz alguma satisfação é ver os outros sofrer. E isto, meus caros, é sinal de enfermidade. O ser humano não nasceu para fazer mal aos outros. Desde a existência de vida que se caçava por necessidade, não por diversão. Aí sim, havia humanidade. Vivemos agora e cada vez mais, numa sociedade cruel e sem misericórdia.

Conseguir que este mundo volte a ter sensibilidade é tarefa árdua. Mas não impossível. E há projetos de que vou tendo conhecimento, que me fazem acreditar. Fazem-me sonhar que ainda há esperança que na reunião das características humanas, possa voltar a estar a benevolência e o respeito por todos os seres vivos.


Respeitar A Vida Em Todas As Suas Formas

E porque O MinorKisses Apoia A Adoção Responsável aliou-se a um projeto que tem por objetivo (entre outros) proteger cães e gatos – Adotar em Viseu. Conheci este projeto não há muito tempo e como o conheci? Numa partilha que estava a fazer de um dos meus posts, num grupo de Viseu. E dei de caras com uma partilha do Adotar em Viseu.

Uma fotografia de uma gata. Preta, de olhos verdes misturado com amarelo… Na verdade eu nem “vi” bem as cores, vi apenas o que os olhos dela me diziam. “Eu sei e tu sabes que pertencemos à mesma família.” Ela estava à minha espera. Mesmo nunca a tendo visto pessoalmente, percebi que pertencia cá em casa. Entrei em contacto com O Adotar em Viseu e soube que ela estava ainda sem família permanente porque tem uma particularidade que falarei oportunamente. Mas isso não foi impedimento para mim. Afinal até a Lolita sabia que era comigo que pertencia…

Mas não virá para viver só comigo! Vem também fazer companhia à Miel, que faz parte da família há um ano e que foi recolhida de um caixote do lixo. Muito, muito pequena. Mas também a minha filha está ansiosa pela chegada dela, esta noite.


Adotar em Viseu

Este projeto tem feito um excelente trabalho a resgatar, proteger e defender cães e gatos abandonados, silvestres ou resgatados de situações de abuso. Têm tido sucesso na adoção responsável. E tudo na base do voluntariado. Descobri uma comunidade que me orgulha enquanto pessoa. Pessoas que fazem de tudo pelos animais, desde cuidados médicos a acolhimento temporário. A minha Lolita foi acolhida pela Família de Acolhimento Temporário (FAT) da Célia Fadigas (que participou neste direto) e que bem que ela está! Mas já faz falta cá em casa… mesmo nunca cá tendo estado… Por isso hoje junta-se a esta família!

Peço-vos que ponderem a adoção de animais. Eles precisam de todos nós. E vocês não tardarão a perceber que, afinal, nós também precisávamos deles. Famílias com animais são mais felizes!

O MinorKisses Apoia A Adoção Responsável, por isso cliquem aqui ou na barra lateral e vão vendo os animais que estão à vossa espera. Deixem-se ser escolhidos!

Comments

  1. Post
    Author
    Minorka

    É isso Claudia!
    Ninguém é obrigado a gostar, mas fazer mal é outra história…
    Eu tive uma cadelinha que morreu aos 17 anos. Foi uma dor indizível. Tal como tu, jurei nunca mais… até encontrar a minha Miel. Por muito que diga que não, não lhes resisto.
    Parabéns a ti e à tua mãe! Passaram no teste da humanidade! Hehehe!
    Beijinhos!

  2. Sara Canhoto

    Que post maravilhoso Paula! Sempre disse que quando for rica (porque vai acontecer cof cof) vou criar um santuário, cheio de vacas, cabras, ovelhas e todos os animais que teriam um destino pior se continuassem nas mãos erradas!

    É tão bom ver que não sou a única com o mesmo sonho! 🙂 Adotei já 3 gatos e foi a melhor decisão de sempre 🙂

    Um beijinho*

    1. Post
      Author
      Minorka

      Todos os meus animais foram adotados/resgatados. Se pudesse tinha muitos mais!
      Porque sermos humanos de facto é muito mais do que pensar, é saber pensar e fazer boas escolhas,pelo menos em respeito a toda a humanidade!
      Claro que eu e a Sarinha temos o mesmo sonho! Claro! 🙂
      Beijinho grande linda menina!

  3. Claudia - Mulher XL

    Respeito quem não gosta de animais, quem não se identifica, quem opta por não os ter… Eu própria, sempre tive animais, mais particularmente cães (não gosto de gatos e morro de alergia ao pêlo deles), mas desde que o meu último cão morreu com 14 anos, optei por não adoptar mais nenhum.

    Agora o que me ultrapassa mesmo é maus tratos e abandonos. Causa-me uma repulsa imensa, quem adopta ou compra (o que também não concordo, poder-se comprar animais!) e depois os abandona porque já não são bebés, porque afinal já não são tão fofos e roem as coisas e fazem xixi em casa…… Para mim essas pessoas não são humanas, são ascos! Revolta-me imenso!

    Agora ninguém é obrigado a ter uma enorme paixão por animais e isso respeito! Mas ao menos que respeitem as vidas dos animais!

    Eu optei por não ter mais nenhum por enquanto (talvez quando tiver um filho! porque acho que animais fazem bem às crianças), mas a minha mãe é FAT. Fica com cães até eles encontrarem uma família. Ela acabou por se apaixonar por duas cadelinhas e acabou por ficar com elas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *