Afinal há ordem na sociedade, pelo menos em algumas coisas…

Poleiro

Galinha, galos, papagaios e outras aves também apreciam momentos de repouso. E, invariavelmente, é no Poleiro que pousam e descansam. Quiçá ficam de vigia à vida alheia como acontece com tantas pessoas que, no conforto da sua janela, adoram descansar os olhos na descoberta de novidades.

O Poleiro é um lugar mais ou menos tranquilo e seguro. Serve de refúgio, de lugar de descanso, sendo também mais alto para conseguirem ver o perigo mais facilmente. Confesso-vos a minha ignorância numa suspeita que tenho. O facto de estar mais alto, poderá ter que ver com organizar a capoeira segundo hierarquias? Não percebo grande coisa de aves, mas se alguém souber resposta à minha suspeita, queira fazer o favor de me elucidar. Sou uma curiosa por isso façam-me lá a vontade.


Figuras “Intocáveis”, estão no Poleiro

Como fui eu lembrar-me de tal coisa? Caros (e)leitores, a associação não é difícil. Podem ler “poleiro” – 2. [Figurado] Lugar de poder ou autoridade., in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, 2008-2013. É ou não de associação fácil? Não é por acaso que se diz que grandes figuras “intocáveis”, “estão no Poleiro ”.

E é desse Poleiro que vos venho falar. Como disse, não sou especialista em aves. Também não sou especialista em Poleiro destes. Não, não sou. Nunca me sentei num. Não imagino se são macios ou duros. Desconheço na totalidade. Percebo é qualquer coisita de quem ocupa esses lugares. São pessoa intangíveis… Ou não.


Como Chegar Ao Poleiro

Começo a perceber que nem todos os Poleiro são efetivos e que acabam por, mais tarde ou mais cedo, perder aquele poder que os ali mantinha. Não falo sequer de grandes lugares de autoridade, falo até em autoridades construídas com base num nome e pouco mais. Pessoas que se mostraram excelentes com as pessoas certas. E depois de ser criar um “nome na praça” dificilmente será mal cotado na bolsa. E aqui os populares, colegas de trabalho, amigos, conhecidos e restantes envolventes, são a bolsa.

Este fenómeno do Poleiro é interessante. Vamos supor que estamos a falar de trabalho. E que estes Poleiros são para determinadas pessoas com nome na praça. Lembrem-se, basta uma pessoa, desde que seja a certa, a atirar com o nome no lugar adequado que imediatamente a cotação na bolsa começa a subir. E durante anos ali ficará o Poleiro ocupado por determinadas pessoas que, a bem ver, nem seriam elas as merecedoras de tal lugar (muito embora eu considere que esses lugares nem deveriam existir). Mas ficam ali, bem posicionadas no Poleiro. No decorrer do tempo há quem se aperceba que aquele lugar não está muito bem ocupado. Mas ninguém diz muito alto o que pensa, pois para a bolsa, isso seria um ultraje! Podem cometer erros (gravíssimos e dignos de reprimendas sérias) que isso é remediado com meia dúzia de sorrisos bem dirigidos.


Meras Sombras

Para quem está neste tipo de Poleiro a vida corre bem. Nem sequer se incomodam muito a defender ou repor a verdade sobre alguém que terá cometido um erro. Afinal nem foi um erro, foi um mal-entendido. Ou até uma atitude menos apreciada por alguns. Ou uma oportunidade para porem na rua da amargura e muito mal cotado na bolsa, quem diz o que não se gosta de ouvir. Ou foram simplesmente calúnias. Ou não foi nada de nada. Assim, isto tudo ou nada disto.

Todos os colegas de trabalho (estávamos a supor que era no mundo do trabalho, mas pode ser outro meio, o que vos der mais jeito), são meras sombras. Pessoas que tentam ver a luz do dia, mas a quem não lhes é permitido sequer espreitar pela janela. São bons no que fazem? Tentam, se calhar são mesmo bons. Mas isso não tem qualquer interesse! Nunca chegarão aos calcanhares dos detentores do Poleiro!

O que fiquei a perceber é que afinal os Poleiro não têm dono vitalício. Que, afinal, não são tão intocáveis assim. E que chegará o dia em que o nome deles estará na rua da amargura, junto dos nomes de outros colegas. Aqueles que não fizeram nada de nada, mas que foram atirados à lama. Com a devida conivência dos senhores dos Poleiros. Afinal há ordem na sociedade, pelo menos em algumas coisas…

E esta hein?

Photo by Tom Barrett on Unsplash

Comments

  1. Post
    Author
    1. Post
      Author
      Minorka

      Mesmo! Mas há que ter cuidado, já não são tão vitalícios assim…
      Estará a sociedade a ser mais inteligente e menos manipulada? Vamos ficar atentas!
      Beijinho e obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *